WhatsApp é essencial aos negócios

WhatsApp é essencial aos negócios

O WhatsApp domina o cenário dos aplicativos de mensagens instantâneas, ganhando mais espaço e funções.  Apesar de muitas vezes esse fato ser visto como algo negativo, proporciona inúmeras facilidades para a sociedade. Absolutamente tudo pode ser feito pelo celular e o WhatsApp é essencial aos negócios

O app definitivamente virou algo indispensável na nossa vida pessoal e profissional. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Mobile Time, ele está presente em 99% dos smartphones brasileiros. Desses, 95% afirmaram abri-lo todos os dias. Ainda, segundo a Ding, o “Zap” lidera a lista de downloads no país com 85%, seguido por Instagram (76%), Facebook Messenger (65%) e Netflix (60%). O alto nível de confiança nas plataformas de rede chega a 80%, ocupando a 4ª posição mundial.

Mesmo com certo atraso em relação às nações mais desenvolvidas, a população está mergulhando nesse universo. É inegável: o Brasil caminha rumo à digitalização. A pandemia foi um fator fundamental para acelerar o processo, seja para manter contato com amigos e familiares ou para a parte empresarial e acadêmica.

Há cerca de uma década, o aplicativo surgiu como uma espécie de bate-papo, revolucionando o mercado por ser muito mais prático na comparação com a troca de mensagens por SMS. Assim, rapidamente conquistou o público, carente pela falta do MSN em seus telefones. Hoje, oferece diversas funcionalidades e serviços dentro da ferramenta e, assim, o usuário não precisa sair do sistema para realizar algumas tarefas rotineiras.

Atualmente, é possível efetuar pagamentos, comprar produtos, solicitar entregas, pedir um transporte ou delivery, realizar chamadas de voz ou vídeo, enviar arquivos e documentos, entre outras coisas. Com o passar do tempo, o “Whats” ganhou importância e se tornou indispensável. No sentido profissional, é um grande aliado para as empresas e elas passaram a utilizar dessas vantagens.

De acordo com pesquisa realizada pela Opinion Box, 80% dos brasileiros utilizam o “Zap” para se comunicar com as marcas. As principais finalidades são: a busca por informações (82% dos entrevistados), suporte técnico (68%) e a compra de produtos e serviços (57%). O percentual é maior entre as pessoas das classes A e B (85%).

Em outro levantamento, feito pela Loja Integrada, 75% dos pequenos e médios empresários precisam do aplicativo como canal direto de vendas com seus clientes. Além disso, quase 68% dos lojistas afirmam usá-lo como principal ferramenta de atendimento, seguido pelo Instagram (15%) e o e-mail (5,6%). Para isso, a API WhatsApp Business da Total IP é essencial. Com ela, respostas automáticas são programadas e realiza-se uma triagem da necessidade do consumidor antes de passar para um atendente, se necessário.

Vantagens da API WhatsApp

  • Agilidade: o cliente recebe uma resposta imediatamente, seguindo o suporte com respostas em tempo real, sem deixá-lo esperando.
  • Disponibilidade de horário: funciona 24 horas, todos os dias da semana. Ou seja, não existe um horário comercial.
  • Volume de atendimento: ele é capaz de lidar com um alto volume de solicitações, evitando filas de espera.
  • Resolução de demandas mais simples sem precisar de um atendente: muitas solicitações podem ser resolvidas dispensando a intervenção humana. Isso garante redução nos custos.

O WhatsApp está introduzindo, aos poucos, o recurso de diretórios. Agora, os membros poderão buscar produtos e serviços, sendo um avanço da empresa no segmento de e-commerce. O teste dessa função começou no Brasil, na cidade de São Paulo. Outra novidade para chegar é o Business Search, ou seja, a capacidade de encontrar companhias maiores dentro do aplicativo.

O recurso permitirá a navegação por categorias, como bancos, alimentos, bebidas e viagens, bem como por seus nomes. A alternativa visa ajudar os indivíduos a não perder tempo procurando números de telefone de empreendimentos em seus sites e digitando ou até mesmo salvando esses detalhes em seus contatos na agenda, conforme divulgado pela própria diretoria.

As novas utilidades reforçam as tentativas de transformar o aplicativo em um mecanismo de comércio, para gerar receita com o serviço gratuito. A entidade divulgou os resultados trimestrais de outubro de 2022. O negócio de anúncios cresceu 80% e estava a caminho de gerar 1,5 bilhão de dólares em faturamento anual. A plataforma já conta com mais de 120 milhões de inscritos no Brasil e enxerga o Brasil como um trunfo para reverter os maus índices financeiros apresentados recentemente.

Em tempos de Copa do Mundo, os grupos de conversa não param de comentar sobre as partidas. Imagine os de quem está no Catar representando o país. Contudo, na seleção brasileira, o programa não serve apenas para o lazer. Ele é utilizado para o trabalho e a Confederação Brasileira de Futebol – Futebol tem um plano traçado para se aproximar da população jovem.

Começando pelos acontecimentos no cotidiano da equipe. A comissão técnica compartilha materiais táticos específicos para cada atleta, com pequenos vídeos de orientação para possíveis duelos dos próximos jogos. Os auxiliares Matheus Bachi e Cléber Xavier, principalmente, se dividem para repassar esses conteúdos em conversas individuais com os jogadores. Um zagueiro, por exemplo, recebe imagens com movimentações do atacante adversário para ficar ligado.

A cada convocação, um novo grupo é criado. O objetivo principal é encaminhar informações logísticas e programações com todos. No entanto, sempre há espaço para brincadeiras ou memes. Inclusive, isso já foi tema de entrevistas coletivas durante o torneio e confirmado por jogadores como Fabinho e Raphinha.

Fora de campo, a Futebol fechou uma parceria com a Meta, empresa dona do WhatsApp, Instagram e Facebook. O valor do contrato é de 10 milhões de reais. Já há uma primeira iniciativa desse trabalho em vigor. Os torcedores podem interagir com o mascote C o p a no WhatsApp por meio de um número próprio. Um chatbot do personagem responde as interações recebidas, envia figurinhas personalizadas e até horários dos compromissos do time.

Logo, explorar o WhatsApp é uma tendência mundial, nos mais variados segmentos. As principais instituições pelo planeta estão utilizando e aproveitando ao máximo as possibilidades oferecidas pelo aplicativo, seja para se comunicar com seus colaboradores ou consumidores. Afinal, todas têm o objetivo de engajar o staff e vender seus produtos ou serviços e, atualmente, não há canal mais propício para essa ação.

Sobre o Autor:
Tiago Sanches é gerente comercial da Total IP

 

Categorias :

Compartilhe:

Related Post

Pesquisar

Fique por Dentro

Receba novidades em seu email